5 de ago de 2012

Sang du Boef



A era das casas frias e monocromáticas está no fim (ufa!!!).



A tendência na decoração de interiores, são ambientes mais clássicos, aconchegantes, com cada vez mais, peças antigas, quentes e de valor sentimental. Nada de casa ''com cara de decorador''.
E na onda, depois da febre dos vasos de murano, os objetos chineses chegam com força total. Basta olhar as revistas importadas com Veranda e Architectural Digest.
Na linha oriental uma das peças que mais fazem efeito, e que eu particularmente amo, é a pocelain sang du boeuf.
















Fabricadas na China, na Dinastia Yongzheng (1723 - 1735), as porcelanas viraram objeto de desejo de colecionadores durante muitos anos. São vermelho-sangue (daí o nome, Sangue de Boi) e tem as bordas esbranquiçadas. Os formatos originais são os potes com tampa, os bowls, e os vasos com a boca mais estreita.











As originais da época, se encontram em museus.
As antigas, custam uma pequenina fortuna, mas valem cada centavo, e podem ser encontradas em antiquários.
E as novas, mas nem por isso menos lindas, tem o preço mais acessível e o chique é ter várias, de vários tamanhos e modelos e usá-las todas juntas.

Um luxo!











Onde encontrar:
- Casa Maia
- Espaço Casa

Nenhum comentário:

Postar um comentário